Buscar
  • fcbreder

Narração em primeira ou terceira pessoa?




Você já parou pra pensar em qual dessas opções combina mais com o seu livro?


Claro que você escrever do jeito que prefere ou se sente mais confortável, mas o ideal é considerar qual funciona melhor pra história que você quer contar


A principal vantagem da narração em 1a pessoa é a possibilidade de criar uma conexão imediata entre o leitor e o personagem. É uma narração intimista, que permite focar nos sentimentos e opiniões do narrador. Além disso, é uma visão limitada: o leitor só vai ter acesso aos mesmos fatos que o personagem, o que é ótimo pra criar conflitos (o narrador pode acreditar em alguma coisa e depois descobrir que está errado, por exemplo).


Também é comum que livros em 1a pessoa alternem pontos de vista diferentes entre capítulos, mas tente limitar isso a no máximo 2 personagens. Um cuidado aqui é deixar a “voz” de cada narrador diferente, pra deixar claro quando é outra pessoa contando a história.


Já se você quer explorar vários personagens, a narração em 3a pessoa é uma opção melhor. Ela também é mais indicada para histórias onde o cenário ou a ação são importantes, já que o narrador pode entrar mais nesses detalhes do que se fosse um personagem narrando sob o próprio ponto de vista. Por exemplo: um romance de época onde você precisa contextualizar o vestuário; ou uma história de fantasia onde você precisa descrever uma batalha.


Mas isso não quer dizer que a narração em 3a pessoa não possa abordar os pensamentos e sentimentos dos personagens, longe disso. Esse tipo de narração pode sim ser mais pessoal e próxima. A questão aqui é que ela te dá mais flexibilidade, entre narrar de longe ou se aproximar dos personagens.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo