Buscar
  • fcbreder

O primeiro capítulo: por onde começar




Quem já teve dificuldade pra começar a escrever uma história levanta a mão 🙋‍♀️

Olhar a página em branco e ter que transformar o nada em texto já é difícil, mas o primeiro capítulo ainda tem a pressão adicional de ser, geralmente, o que vai fazer um leitor decidir continuar lendo ou largar o livro.


A função principal de um primeiro capítulo é apresentar o protagonista. O leitor precisa se importar com ele o suficiente para querer acompanhar o que vai acontecer em seguida. Também vai apresentar a vibe da história e onde e quando ela se passa. Não precisa ter todos os detalhes do mundo onde se passa, nem toda a backstory dos personagens: geralmente é mais divertido para o leitor ir descobrindo esses pontos ao longo da história.


Agora, a primeira dica é: você não precisa começar escrevendo por ele. Se a pressão de pensar como a história começa for demais, ignore o início e comece por onde você achar mais confortável. Daí serão 2 opções: ou você pode descobrir que começar o livro já no meio da ação funciona ou escrever o começo depois, quando já conhecer melhor os personagens e a história.


Um erro muito comum é começar a história cedo demais, aqueles capítulos sobre a rotina do personagem antes da história pegar embalo. Pode ser interessante mostrar a vida do personagem antes do evento que vai iniciar a história, mas é preciso tomar cuidado para não pesar a mão e deixar o começo arrastado.


Mesmo escrevendo em ordem, na reescrita fica muito mais fácil pensar na sua linha de abertura, aquela primeira frase que já vai ditar o tom da história. Não se preocupe muito com isso na primeira versão: só vai.


E aí, o que você adora ler (ou escrever) em um primeiro capítulo?

Eu particularmente adoro quando uma história já começa no meio da ação, sem muita introdução.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo